Escola de Governo e Gestão Municipal

Prefeitura de São Luís avança com preparativos para lançamento do edital do Residencial Mato Grosso à comunidade

23/06/2022 17h31 - Atualizada em 28/06/2022 09h09
Secom

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), esteve reunida, nesta quinta-feira (23), com a Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE-MA) e representantes da União de Moradores de bairros da Zona Rural para apresentação e debate sobre o edital de inscrição, seleção e sorteio para o Residencial Mato Grosso, que será composto por três mil unidades habitacionais para a população.

Os imóveis serão disponibilizados por meio de sorteio entre os cidadãos classificados de acordo com os critérios exigidos pelo edital, que será lançado após aprovação dos órgãos envolvidos, assim como dos representantes das comunidades que estão acompanhando todo o processo.

A expectativa é de que mais de 10 mil pessoas sejam beneficiadas pelo processo, que irá garantir à população o direito básico de acesso a moradias dignas, em residências compostas por dois quartos, sala, banheiro, cozinha e lavanderia integrada, distribuídas em três etapas do Residencial (Mato Grosso I, II e III).

“Estamos cada vez mais próximos de tornar o sonho da casa própria real para mais de 10 mil pessoas e essa também é uma realização da nossa gestão, pois o combate ao déficit habitacional é uma bandeira do prefeito Eduardo Braide desde a construção do seu Plano de Governo. Após três anos paralisada, retomamos a obra do Residencial Mato Grosso em dezembro do ano passado e hoje avançamos mais um passo, apresentando a primeira versão do edital à comunidade”, expressou o titular da Semurh, Bruno Costa.

Para aqueles que vêm participando da construção deste projeto, o encontro representa uma etapa essencial para findar uma espera de anos, como contou Benedito Monteiro, professor e líder comunitário do bairro Tajipuru, localizado no entorno do residencial.

“A nossa responsabilidade no momento é muito grande porque estamos falando por todos os moradores e na área tem muitas pessoas aguardando por esse sorteio, porque não têm moradias dignas, vivem em casas de taipa ou até grupos de três famílias residindo em uma só casa. A questão da habitação ainda é uma fragilidade muito grande na nossa cidade, assim como em todo o país, e acompanhar este benefício chegando pra nossa população é de uma felicidade sem tamanho”, ressaltou.

Todo o trâmite vem sendo acompanhado, também, pela DPE-MA, representada pelo defensor público estadual do Núcleo de Moradias, Erick Reis, que participou da reunião de forma remota e destacou a importância desta parceria para o atendimento das demandas da população.

"A participação da Defensoria Pública é importantíssima nessa fase de elaboração do edital porque é a oportunidade que nós temos, juntamente com a sociedade civil, com a comunidade, de debater as regras do edital, apresentar sugestões para que, na versão final, o edital conte com as cláusulas essenciais para atender a população que fará parte e será beneficiada pelo processo”, destacou.

Durante o encontro, o secretário Bruno Costa e a equipe da Central de Atendimento da Habitação da Semurh se disponibilizaram a tirar dúvidas e esclarecer o processo, desde o cadastramento até a entrega das residências. O início das inscrições será divulgado no Diário Oficial do Município (DOM), assim como nos meios de comunicação e redes sociais oficiais da Prefeitura de São Luís e Semurh.

OUTRAS NOTÍCIAS