Escola de Governo e Gestão Municipal

Arraial da Cidade, na Praça Maria Aragão, é aprovado por turistas e ludovicenses

19/06/2022 00h21 - Atualizada em 01/07/2022 17h51
Secom

Jovens, adultos, idosos e crianças. Gente de todas as idades têm ido curtir as apresentações juninas no Arraial da Cidade, na Praça Maria Aragão.

O público destaca a decoração diferenciada, a estrutura de palco e os ambientes temáticos da arquitetura e cultura locais como os diferenciais desta edição do evento. Para este sábado (18), a programação fará uma homenagem ao Dia Nacional do Tambor de Crioula.

"A gestão do prefeito Eduardo Braide montou uma estrutura linda para receber o público no Arraial da Cidade. A decoração é um dos pontos altos do nosso arraial. Assinada pelos artistas plásticos Ítalo Fonseca e Marcos Paulo Teixeira, temos 10 barracas de restaurantes inspiradas nas casas de meia morada do Centro Histórico, dois grandes pórticos em estrutura geométrica, além da iluminação e bandeirinhas que tornam o ambiente mais festivo", enfatiza o secretário de Cultura, Marco Duailibe.

A advogada Lana Evely, 28 anos, é maranhense e veio com um grupo de amigos acompanhar a programação.

"Estou achando tudo lindo. Fiquei 3 anos sem São João, por causa do mestrado que estou fazendo em Portugal. Então, disse para meus amigos que eu tenho que estar em todos os arraiais. Se eu já tinha orgulho do nosso São João, com toda essa estrutura, agora tenho muito mais. Fiz amizades com portugueses e gosto de mostrar nossa cultura para eles", comenta.

Direto de Florianópolis, o psicólogo Mércules Klein, 57 anos, veio com um grupo de amigos curtir o São João do Maranhão.

"Já perdi a conta de quantas vezes vim a São Luís, acho que essa é a décima. Amei o arraial, a estrutura é 10, com telões que facilitam a visualização das brincadeiras em qualquer ponto. O boi de Axixá é o meu preferido do sotaque de orquestra", compartilha.

No meio do público, um homem brincava com uma menina, vestida com motivos juninos. Era o montador de móveis Edson Gomes, 49 anos, com sua neta Cecília, 2 anos. Acompanhando a dupla, estava a esposa de Edson, a promotora de eventos Vânia Regina, 50 anos.

"Gostamos muito das festas juninas. E a Maria Aragão é um ambiente família. Dá pra vir criança, cadeirante, idoso... Esse ano está 100%, com telão e quantidade maior de cadeiras. Está aprovado o arraial", destaca Edson Gomes.

A arquiteta Sisley Costa, 46 anos, trouxe a filha Letícia Costa, 13 anos, e a irmã Samia, 44 anos. "É a primeira vez que estou vindo e estou gostando. Achei organizado, seguro e acessível", ressalta.

DIA NACIONAL DO TAMBOR DE CRIOULA

Neste sábado (18) é comemorado o dia Nacional do tambor de crioula, manifestação que foi reconhecida em 2007 como Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A dança é uma expressão de matriz afro-brasileira, que envolve dança circular, canto e percussão de tambores.

Para celebrar a data, o Arraial da Cidade, na Praça Maria Aragão, tem uma programação especial em comemoração à essa manifestação folclórica tão importante. Das 18h às 20h, o público acompanha a apresentação dos grupos Jardim de São Benedito, Vila Bacanga, Pindarezinho, Turma dos Crioulos, Milagre de São Benedito de D. Nilza, Brilho da União Mauro Fecury I, Um Degrau de Santa Luzia, Oriente, Catarina Mina, Mestre Paulo, Mestre Leonardo, Mestre Basílio, Alegria de São Benedito e Alegria do Maranhão.

A programação continua com o boi Mocidade Axixaense, show com Thaís Moreno, cacuriá Assa Cana, e bois União da Baixada, de Sonhos e de Maracanã. O Barracão do Forró vai fazer o arrasta pé com as bandas Made In Xote, Não Gela e Trio Cheiro da Terra.

"O tambor de crioula é uma manifestação folclórica de resistência do povo negro e, merecidamente, foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro, em 2007, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Neste sábado (18), é um dia simbólico que será comemorado com muitas rodas de tambor no Arraial da Cidade", pontuou o secretário de Cultura, Marco Duailibe.

OUTRAS NOTÍCIAS