O Projeto

Reciclagem Cidadã

 

Coordenação de Recursos Ambientais – CRA

PROJETO RECICLAGEM CIDADÃ

No Brasil, 60 a 65% do lixo domiciliar é composto por matéria orgânica, 30% por material reciclável e apenas 10% é rejeito. Em São Luís, em média, são destinadas ao aterro da Ribeira, 1.400 toneladas de lixo por dia. Cerca de 36% do lixo domiciliar e comercial de São Luís é potencialmente reciclável (não orgânico), outros 34% do lixo de São Luís é resíduo da construção civil.

O projeto “Reciclagem Cidadã”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente – Coordenação de Recursos Ambientais (SEMMAM – CRA), em parceria com a Secretaria de Obras e Serviços Públicos - SEMOSP, tem a finalidade de destinar os resíduos recicláveis produzidos por empresas, instituições e comunidades organizadas para a indústria da reciclagem local, paralelamente irá promover a educação ambiental no que se refere a adoção do princípio dos “5 Rs – Repensar, Reduzir, Reaproveitar, Reciclar e Recusar” de forma gradativa e definitiva, através do treinamento e prática do método.

A estratégia adotada passa pela organização dos fornecedores, programas de educação ambiental, cadastro, treinamento e monitoramento do sistema. Inicialmente os resíduos a serem segregados serão limitados em: papel, papelão, todos os tipos de plásticos e metais. Os resíduos serão segregados na fonte pelos componentes das instituições participantes.

As instituições interessadas se apresentarão espontaneamente, solicitando à SEMMAM a visita de cadastramento. A SEMMAM incentivará a inclusão de instituições no projeto a partir da emissão de um certificado referente à sua participação, o que servirá como requisito para habilitar-se ao Selo denominado “Instituição Amiga da Reciclagem”, que por sua vez certificará a instituição que adota práticas sustentáveis.

A Secretaria também divulgará em seus meios de comunicação as instituições que receberem este Selo como exemplos de gestão ambiental no âmbito do Município. Outros incentivos podem ser agregados posteriormente e oferecidos às instituições que já terão o Selo. Este incremento pode ser resultado de articulações com órgão fiscais, grandes empresas e concessionárias que venham apoiar o projeto. Os benefícios serão intransferíveis e não cumulativos.

As instituições receberão treinamento e explicações sobre a implantação do projeto nas suas próprias sedes, ou na sede da SEMMAM, por uma equipe formada por técnicos da SEMMAM, SEMOSP e eventualmente um trabalhador da indústria da reciclagem.
                             
Objetivo geral:
Difundir a utilização de práticas sustentáveis de gerenciamento de resíduos sólidos no município de São Luís, apoiando e incentivando de forma sistemática iniciativas de empresas, entidades e comunidades interessadas em realizar a reciclagem dos seus resíduos.
                    
Objetivos específicos:
a)Fazer sensibilização das comunidades, mostrando oportunidade de negócios com o processo de reciclagem;
b)Caracterizar mercados com potencial de demandas e aproximá-los da mão-de-obra local;
c)Identificar habilidades e melhorar o perfil dos trabalhadores da área através de treinamentos, oficinas, seminários, feiras e outros eventos;
d)Desenvolver parcerias com órgãos envolvidos nessas atividades;
e)Gerenciar o programa permanente, medindo sua eficiência, melhorando o padrão de desempenho dos participantes;
f)Reduzir a quantidade de resíduos não degradáveis descartados no aterro e no ambiente natural;
g)Impulsionar o mercado de materiais recicláveis, gerando emprego e renda para vários segmentos da sociedade civil e oportunidades para as populações mais carentes;
h)Fomentar a mudança de comportamento com relação à gestão dos resíduos sólidos urbanos.
i)Fomentar o mercado e a indústria da reciclagem no município, gerando emprego e renda.